Monte do Castro - Vigo

O objetivo do dia era a visita e realização de percursos pedestres no Monte Aloia mas o dia amanheceu cinzento e mais uma vez a ameaçar chuva. Decidimos então mudar de planos e fomos em busca do sol, acabando por encontrá-lo em Vigo. O tempo disponível não era muito pelo que, após a paragem para almoço,  fui rapidamente pesquisar sobre locais a visitar. Deparei-me com o Monte do Castro e achei que era mesmo a nossa cara!

Mesmo no coração de Vigo encontramos uma elevação de 149 metros, o ponto mais alto da cidade, cujo cume sempre foi um lugar privilegiado pela vista que oferece e pelo controlo que é possível ter sobre a baia de Vigo e o vale de Fragoso. Por este motivo o monte foi ocupado desde a antiguidade, primeiro por um pequeno castro, na parte baixa da montanha, datado entre os séc. III e I A.C. Posteriormente foi fortificação romana, com o castelo medieval de Penço, entretanto desaparecido. Em consequência das invasões portuguesas da guerra da restauração, foi edificada uma fortaleza renascentista, no séc. XVII, que ainda hoje o coroa, com vários elementos ainda preservados.

De visita obrigatória e gratuita, é possível subir ao monte a pé ou ir de carro e estacionar junto ao recinto amuralhado. Para além de alguns elementos da fortaleza ainda preservados, no seu interior podemos encontrar jardins com várias espécies de árvores frondosas, um pinhal e vários caminhos pedestres. Mas aquilo que torna este local imperdível são mesmo as vistas sublimes! Em primeiro plano a magnitude da cidade e as várias instalações portuárias que indicam a força industrial que Vigo tem. Em segundo plano as montanhas de O Morrazo na outra margem e, por último e não menos incrível, as ilhas Cíes a oeste. Acredito que este deve ser um local perfeito para assistir ao pôr do sol!

Share on facebook
Facebook

Deixe uma resposta